A importância do associativismo

sexta, 03 de julho de 2020

Entenda mais sobre o assunto

O associativismo é uma iniciativa formal ou informal de atuação conjunta, por meio da união de empresas e entidades com a adoção de métodos de trabalho e de estratégias de atuação coletiva e de ajuda mútua, na busca por benefícios e superação de dificuldades em comum, além do fortalecimento de uma categoria com os mesmos interesses econômicos, sociais, técnicos ou políticos, resultando com isso em maior expressão social, política, ambiental e econômica.

Esse movimento é então a livre organização de pessoas com o objetivo de buscar soluções para necessidades coletivas, e sem fins lucrativos. Os sete princípios do associativismo são:  a adesão voluntária e livre; a gestão democrática pelos sócios; a participação econômica dos sócios; a autonomia e independência; a educação, formação e informação; a cooperação entre associações/cooperativas; e o interesse pela comunidade.

Vantagens do associativismo

Entre as vantagens do associativismo, o trabalho conjunto promove o desenvolvimento da sociedade, por meio da geração de emprego e renda, e com ações como capacitação de equipes e a promoção de ações gratuitas ou com custo reduzido. Outra vantagem é a representação política do grupo que se fortalece e obtém melhores condições com fornecedores. Assim, as vantagens do associativismo perpassam a representação política e estão presentes no desenvolvimento econômico e tecnológico também.

No dia 04 de julho comemora-se o dia do cooperativismo. Mas você sabe o que é o cooperativismo e a diferença entre cooperativismo e associativismo?  

Cooperativismo

O cooperativismo se baseia na cooperação entre associados em atividades econômicas. Celebram contrato de sociedade cooperativa, por exemplo, pessoas que contribuem com bens ou serviços para o exercício de uma atividade econômica, de proveito comum, sem objetivo de lucro.

Os 7 princípios básicos do cooperativismo são: a adesão livre e voluntária; a autonomia e a independência; a participação econômica; a educação, formação e informação; a gestão democrática; a intercooperação; e o compromisso com a comunidade.

A união de conhecimentos de empreendedores em como vantagens, além da promoção de força ao negócio, a democracia na gestão e controle da empresa; maior capacidade em negociações e poder de compra; maior competência; compartilhamento e divisão de atividades, recursos e custos dentro da cooperativa; melhoria na qualidade na entrega de produtos e serviços.

Você sabe a diferença entre associativismo e cooperativismo?

A diferença essencial está na natureza dos dois processos: as associações são organizações que têm como finalidade a promoção de assistência social, educacional, cultural, a representação política e a defesa de interesses de classe, filantrópicas, ou seja, levar adiante uma atividade social. Seu gerenciamento é mais simples que o cooperativismo, e o custo de registro, menor. Em uma associação, o patrimônio acumulado é destinado a outra instituição semelhante, conforme determina a lei, e os ganhos pertencem a sociedade, e deverão ser destinados à atividade fim da associação.

Já as cooperativas têm finalidade essencialmente econômica, e seu principal objetivo é viabilizar o negócio produtivo junto ao mercado, ou seja, de desenvolver uma atividade comercial de forma coletiva e tirar seu sustento dela. Nas cooperativas os associados são os donos do patrimônio e seus beneficiários dos ganhos proporcionados. É o meio mais adequado para desenvolver uma atividade comercial em média ou grande escala, e de forma coletiva.

Fonte: